Buscar
  • Rodrigo Costa

Como ajudar um alcoólatra a parar de beber – passo a passo

Você vive com um alcoólatra em seu círculo social? Seja um cônjuge, um membro da família ou um amigo, é essencial prestar atenção a cada um dos sinais que possam aparecer. O alcoolismo é uma patologia que, como qualquer outra, mostra seus sinais e requer um diagnóstico médico, além do procedimento em uma boa clínica de reabilitação do alcoolismo, onde é seguida por especialistas qualificados.


Sem dúvida, ajudar alguém com dependência do álcool nunca é uma tarefa simples. Às vezes, é viável que não se saiba sequer o que mencionar ou como abordar o assunto. Uma vez que uma pessoa está lutando contra o alcoolismo, ela pode esconder sua bebida, mentir a si mesma ou a outros sobre sua bebida, ou até mesmo negar que tem um problema (esta última é a ocorrência mais comum). Por calamidade, ver a vida de um amigo ou membro da família destruída pelo alcoolismo é profundamente angustiante e frustrante. Vale notar, entretanto, que por mais difícil que seja, não se pode forçar alguém a querer ajuda.


Mesmo assim, há maneiras de encorajá-la a fazer a escolha por si mesma. Sabendo disso, a partir de nossas próprias experiências lhe daremos algumas dicas sobre como você pode ajudar um alcoólatra a parar de beber. Confira.

Você convive com um alcoólatra em seu círculo social? Seja cônjuge, um familiar ou um amigo, é muito importante que se preste atenção em todos os sinais que possam vir a aparecer.
Como ajudar um alcoólatra a parar de beber – passo a passo

Passo 1: Conheça o alcoolismo


Se o alcoolismo não for bem compreendido, pode ser bastante difícil discuti-lo com um alcoólatra. Se você deseja contribuir com seu amado alcoólatra, seja ele seu marido, esposa, pai, filho ou amigo, você precisará ser minucioso e precisará saber mais sobre o alcoolismo e como você pode se proteger contra ele. Descubra tudo o que puder sobre como esta patologia pode estar lhe prejudicando.


Estamos falando de uma patologia complexa que, embora seja viável ter uma predisposição para sofrer com ela, os genes não são continuamente um componente determinante. O alcoolismo pode ser involuntário. Isto significa que, mesmo que as pessoas decidam beber socialmente no início, depois de um tempo podem perder o controle sem perceber e ficar viciadas. Conforme a patologia avança, mudanças emocionais, físicas e sociais negativas podem se tornar evidentes, tais como problemas conjugais, mudanças de humor, problemas de saúde e/ou perda de emprego.


Pode valer a pena contatar um grupo Al-Anon local - um grupo que foi criado para ajudar as famílias daqueles que sofrem de alcoolismo - onde você pode encontrar outros em situação semelhante e obter dicas e orientação para ajudá-lo a lidar com sua própria situação.


Passo 2: Seja empático


Certifique-se de não discutir o assunto de forma agressiva, acusatória ou julgadora. Portanto, evite reclamar repetidamente sobre o problema da bebida, pois isso pode agravar o caso e o indivíduo não se abrirá para você. O que você precisa fazer é colocar-se no lugar deles. Pense em como você se sentiria se um ente querido se aproximasse de você para discutir o mesmo problema. Como você gostaria que a conversa fosse?


Os profissionais recomendam o uso de uma linguagem positiva e evitar exigências ou críticas. Seu ente querido pode se sentir constrangido quando você mencionar que ele ou ela está bebendo muito e que você notou uma certa mudança em seu comportamento. Portanto, tenha em mente mostrar sua empatia e preocupação.


Passo 3: Escolhendo o momento certo para o diálogo


Dialogar pela manhã é geralmente o melhor momento. Não tenha medo de propor primeiro o fato de que o indivíduo está prejudicando seu próprio corpo humano e ficando doente dia após dia.


No entanto, esteja preparado para a negação. Os alcoólatras estão acostumados a negar que há inconvenientes com seu consumo de álcool. Portanto, é bastante improvável que ele ou ela aceite o problema, ou o leve a sério, até que esteja preparado. Tanto quanto ambos, continue se esforçando para trazer a verdade ao indivíduo, tendo cuidado constante ao votar por palavras e mantendo a calma ao se referir aos inconvenientes que o consumo de álcool tem causado a você.


Lembre-se ainda que não estamos falando de uma questão de autocontrole, então considere que você não pode impedir que o indivíduo beba. O que você pode fazer, entretanto, é sugerir e oferecer-se para buscar ajuda.


Passo 4: Procure ajuda profissional


Se o indivíduo estiver disposto a receber ajuda, ofereça-se para colocá-lo em contato com um profissional. Embora a ajuda de familiares e amigos seja essencial durante todo o processo, ela não substitui a necessidade de ajuda médica e psicológica.


Faça uma lista de informações de contato para uma boa clínica de reabilitação de alcoólicos e equipes locais de Alcoólicos Anônimos (AA), assim como os nomes de terapeutas e psicólogos especializados em ajudar alcoólatras. No entanto, em casos de negação ou indivíduos que não estejam dispostos a obter ajuda, poderia ser um instante ideal para levar em conta a consulta de especialistas experientes.

Passo 5: Beneficiar o indivíduo durante todo o procedimento


O processo de recuperação do vício em álcool é complicado, e a pessoa prejudicada exigirá muito apoio durante todo o procedimento de alcoolismo. De fato, uma boa rede de apoio pode fazer toda a diferença em termos de uma recuperação completa. É essencial que ele ou ela saiba que você o apóia e que está disposto a fazer o que for possível para facilitar sua recuperação.


Portanto, se o alcoólatra concordar em procurar um procedimento em um centro de reabilitação de álcool, deixe claro que você o apóia e que esta é a melhor escolha que ele poderia fazer. Diga-lhe que você está orgulhoso de que ele está procurando ajuda, para que não surja nenhum sentimento de culpa ou vergonha.


Entretanto, se você quiser ajudar alguém a superar o alcoolismo de uma vez por todas, saiba que da Recuperação Diária nós temos a capacidade de ajudá-lo. Entre em contato conosco para saber mais.



Recuperação Diária

Clínica de Recuperação | Tratamento para Alcoolismo e Dependência Química - Contato via WhatsApp: (47) 9788-1366 ( 24 horas ).

93 visualizações1 comentário