Internação para Dependência Química e Alcoolismo

A internação compulsória no tratamento para Dependência Química e Alcoolismo pode ser a única saída para os dependentes que já recusaram todo tipo de ajuda e não enxergam que tem um problema de saúde, colocando a sua vida e de sua família em risco.
 
Isso acontece porque, muitas vezes, os dependentes químicos, quando avançam profundamente no vício, podem subtrair itens de suas casas, pertences de terceiros ou, em muitos casos, contrair dívidas para sustentar o consumo.

Este, para muitos parentes e amigos de dependentes químicos, é classificado como um dos estágios mais difíceis já que além de se colocar em risco e envolverem outras pessoas, esses pacientes não aceitam que tem um problema.

O mais comum é argumentarem que se trata de um uso recreativo de drogas e que não precisam de ajudar para lidar com a questão, já que não se trata de um problema, e sim de um fator que está totalmente sob controle.

Boa parte dos dependentes químicos está tão imerso em seu vício que já não reconhece a gravidade do consumo de tais substâncias e o quanto esse hábito pode estar colocando sua vida e sua saúde em risco.

Por isso, essas pessoas tendem a recusar ajuda, por não ver necessidade nesse tipo de tratamento, já que para elas o consumo de drogas não é um problema, e sim uma válvula de escape frente a diferentes problemas.

Nestes casos, a ação firme da Justiça levando esses pacientes para nossa Clínica de reabilitação internação compulsória é fundamental, pois apenas esse tratamento para alcoolismo e dependência química especializado é capaz de minimizar os danos mental, física e porque não, espiritual destas pessoas.

O consumo frequente de drogas fragiliza o corpo e a mente, escraviza essas pessoas, lhes tirando a vontade de seguir em frente e de identificar que tem um problema.

Ao adotar a internação compulsória, conseguimos não apenas iniciar um tratamento para alcoolismo e dependência química eficiente para fazer com que esse indivíduo deixe o vício como também somos capazes de afastá-lo de tudo aquilo que o corrompe.

Assim como acontece com o consumo excessivo de álcool, nas drogas, as amizades têm influência direta nas recaídas e dificuldade em se libertas desse hábito.
Sim porque quando você frequenta um local conhecido por possuir apenas usuários e onde é fácil obter drogas, e aquilo lhe satisfaz, porque você vai tentar abandonar o hábito?

Mas, quando se está internado compulsoriamente, o simples ato de ir para uma clínica de reabilitação já deixa essa pessoa longe do ambiente tóxico que interfere em sua recuperação.
Ao aproveitar um ambiente tranquilo, onde todos estão envolvidos em sua recuperação, essa pessoa terá mais forças para tentar se livrar de tudo que lhe prende ao vício.

Faça o agendamento online. É fácil, rápido e seguro.